Quem sou eu?



É quase sempre muito difícil se autodefinir. E muitos quase sempre o fazem de maneira superficial e externa, apenas citando sua carreira profissional – Sou médico, professor, advogado, policial, estudante, administrador, ministro religioso, etc.

Outros se definem pelo que possuem. O que torna ainda mais frágil sua identidade, pois aqueles que se definem pelo que possuem não conseguem enxergar um palmo além da superficialidade do seu ego.

Se alguém se define por causa da sua roupa, quando não estiver bem vestido... não será ninguém; ou quando sua definição for sua fama, e ela se findar (e algum dia vai acontecer por ser algo transitório), você então deixará de ser quem é?

O dicionário define características próprias de uma pessoa ou coisa por meio das quais podemos distingui-las. Circunstância de um indivíduo se aquele que diz ser ou aquele que outrem “presume” que ele seja.

A verdade que todo homem convive com três indivíduos em si mesmo: Aquele que as pessoas veem nele; Aquele que ele pensa ser;

E aquele que Deus sabe que ele é! E muitas vezes, nos escondemos atrás de um ser, que nem nós mesmos conhecemos de verdade.

Mas, a realidade é que Deus somente mantém um relacionamento com aquele ser, que somos quando ninguém está olhando. Por quê? Porque é este quem somos de verdade, onde não há mentiras, pois imaginamos ninguém estar nos observando. As Escrituras ensinam: Porque, como imagina em sua alma, assim ele é... (Pv 23:7)

Muitas vezes por não sabermos quem somos realmente, vivemos das migalhas que as ilusões deste mundo nos oferecem. Porém ainda é tempo de reconhecer quem verdadeiramente somos, por intermédio de Jesus Cristo, nosso Senhor. É importante salientar que quando percebemos quem somos e qual nosso propósito, passamos a ter uma aceitação em nosso coração que nos traz paz a alma.

Mas isto só é possível por meio de um relacionamento intimo com Deus Pai, por meio da Palavra daquele que nos criou e o cultivo diário de conversas contemplativas em oração. Deus nos fez à sua imagem e semelhança (Gn 1,27), mas somos diferentes uns dos outros, pois somos únicos. A nossa fé nos torna indivíduos diversificados, separados por Deus para cumprirmos um propósito em nossa existência. “Aquilo que fazemos não determina quem somos, mas quem somos determina o que fazemos”!

Somente quando somos alguém em Deus, temos uma verdadeira identidade. A identidade de Cristo, o qual fomos chamados a ser (Rm 8:29), pois nos identificamos com Ele. “porque foi pela leitura da Escritura que vim a entender que eu nunca poderia obter as boas graças de Deus pela tentativa - e o fracasso - de obedecer às leis”. Vim a compreender que a aprovação de Deus vem quando se crê em Cristo.

Eu já fui crucificado com Cristo: eu próprio não vivo mais, e sim é Cristo quem vive em mim. E a vida genuína que tenho agora dentro deste corpo é resultado da minha confiança no Filho de Deus, o qual me amou e a Si mesmo Se entregou por mim.” (Gl 2: 19-20) Ainda é tempo de reconhecer quem verdadeiramente somos por meio daquele que nos redime, Jesus. Por isso, todas as vezes que você for questionado a respeito de quem você é, responda:

“Sou Filho de Deus Pai e vim ao mundo com o propósito de faze a vontade dEle”.

#deus #jesus #igreja #graça #amor #filho

Posts Recentes
Arquivo